GUIA: Piercing Helix (Cuidados, Dor, Preço, Modelos, Fotos)

Aprenda como cuidar corretamente do piercing helix

Sucesso entre jovens e adultos que vão dos mais conservadores aos mais liberais, o piercing helix é provavelmente não apenas um dos mais populares, mas também um dos mais utilizados. Apesar de ter uma colocação relativamente simples, não se engane: os cuidados com a cicatrização são fundamentais para que o visual final não seja de arrependimento. Assim, confira o que é o piercing helix e como cuidar dele.

O que é o piercing helix?

O piercing helix nada mais é do que o piercing também conhecido como piercing de cartilagem. Seu nome se deve ao fato de ele ser colocado na parte superior do lóbulo da orelha e que informalmente é conhecida como helix.

É um dos modelos mais versáteis porque agrada tanto a quem gosta de modificações corporais mais intensas quanto a quem só deseja um toque diferente no visual.

Como deve ser feito?

Muitas vezes, entretanto, existe uma diferença de como é feito e como deve ser feito o piercing helix. Explica-se: normalmente esse piercing é feito até mesmo em farmácias utilizando as famosas pistolas de pressão que são usadas para fazer os furos convencionais nas orelhas.

A verdade, entretanto, é que o modo ideal de fazer esse piercing é com um profissional especializado e utilizando a agulha comum de piercing para fazer a perfuração. Essa necessidade existe porque não existe muito controle sobre a pressão exercida pela pistola, o que potencialmente pode causar prejuízos à perfuração.

Além disso, a cartilagem é uma área muito sensível e, por vezes, dolorida. Por isso, para a melhor experiência durante e após a colocação do piercing helix o recomendado é que ele seja feito com um profissional especializado nesse tipo de modificação.

Quais cuidados devem ser tomados?

De maneira geral, a orelha é uma das regiões mais sensíveis para se ter um piercing e quando se fala em cartilagem isso se torna ainda mais intenso. Dessa forma, é preciso redobrar os cuidados com esse piercing para garantir a manutenção e, principalmente, a sua saúde. Os principais cuidados incluem:

· Nunca manuseie o piercing com as mãos sujas

Especialmente durante o período de cicatrização é fundamental que você nunca manuseie o piercing com as mãos sujas, pois, caso o contrário, você estará enviando bactérias e microorganismos diretamente para o seu piercing, aumentando os riscos de inflamação. Se precisar mexer no piercing garanta sempre que suas mãos estejam devidamente limpas e então proceda à limpeza.

· Evite o contato com corpos estranhos durante a cicatrização

Durante o período de cicatrização também é recomendado não deixar o piercing exposto ao contato com corpos estranhos. Isso significa, basicamente, priorizar e tentar evitar ao mínimo possível o contato do furo com poeiras e sujeiras do ambiente, assim como corpos estranhos originários dos toques de pessoas estranhas.

· Use produtos específicos

Outra recomendação importante é a de utilizar produtos específicos, como pomadas bactericidas e produtos antissépticos em geral. Isso garante que as bactérias e microorganismos não se desenvolvam no local, garantindo mais segurança para você e seu piercing.

· Lave a região de 2 a 3 vezes por dia

A região também precisa ser lavada e cuidada de 2 a 3 vezes por dia para evitar a criação de um ambiente propício à proliferação de microorganismos. De um modo geral, é preciso fazer a limpeza no começo e no final do dia e também durante o decorrer de suas atividades.

· Use pomadas para evitar queloides

Se você tiver tendência a desenvolver queloides então é indispensável que você use pomadas para evitar esse problema. Queloides nada mais são do que, de maneira simplificada, cicatrizes que incharam e cresceram demais. Para evitar a inconveniência e incômodo desse problema, portanto, é sempre recomendado usar pomadas para prevenir.

· Evite atritos e choques na região

Evitar os choques e atritos com a região em geral também faz parte dos cuidados e isso significa, por exemplo, evitar bater com a região do piercing, evitar dormir em cima do lado perfurado ou evitar que o cabelo enrosque nessa região.

Por se tratar de uma região sensibilizada, qualquer choque ou impacto pode não apenas levar a uma dor intensa como também fazer com que haja possíveis problemas de infecção.

O piercing helix é um dos tipos de piercing mais comuns tanto entre quem gosta de modificações corporais intensas quanto entre deseja um toque à mais ao visual da orelha. Para garantir que tudo saia como o planejado, entretanto, é indispensável atentar-se a como o piercing é feito e, principalmente, aos cuidados necessários para evitar inflamações e infecções em geral.

Tem alguma dúvida? Comente!

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest

Compartilhe!

Seus amigos vão adorar!